As minhas opiniões sobre o clube do meu coração, o Sport Lisboa e Benfica. Elevar o monstro que é o Sport Lisboa e Benfica de novo à glória.
Quarta-feira, 25 DE Maio 2011

E pronto. Acabou mais uma época futebolística em Portugal, a de 2010/2011. Sinceramente, e penso que muitos benfiquistas partilharão da mesma opinião, esta época do Sport Lisboa e Benfica foi extremamente decepcionante.

Depois da boa - não grande - época passada de 2009/2010, com a re-conquista da Liga e da Taça da Liga, as expectativas para esta época eram ainda maiores. O Benfica era a equipa a abater e o próprio Benfica sabia que teria que trabalhar o dobro e melhor para poder renovar o título de campeão.

No primeiro jogo oficial da época, contra o rival FC Porto, para a Supertaça, derrota com 2 golos sem resposta. Sem resposta. Defacto, o resto da época o Sport Lisboa e Benfica não teve resposta para o Porto, com excepção na 1ª mão da meia-final da Taça de Portugal. Já lá vamos.

Nos primeiros jogos da época o Benfica andou perdido, sem saber como reagir a derrotas e pontos perdidos sei lá como! Falo das mentalidades dos jogadores, do Jorge Jesus... dos adeptos benfiquistas. Falou-se que os jogadores do Benfica levaram muito, mas MUITO tempo para se recuperarem da derrota na Supertaça. Talvez tenha sido esse o problema.

Talvez os jogadores não tivessem dado a devida importância ao jogo, talvez não estivessem tão bem preparados ou simplesmente...o FC Porto tivesse sido bem melhor e ponto final. Dúvidas e mais dúvidas perseguiram as mentes de jogadores, dirigentes e adeptos, sem realmente chegar-se a uma solução.

O Sport Lisboa e Benfica lá, entretanto, conseguiu encontrar um pouco da forma que o caracterizou na época de 2009/2010, com - se não me engano e corrijam-me se estiver errado - 18 jogos seguidos a vencer. Pensava-se que o Benfica, talvez, TALVEZ, pudesse chegar ao topo e pressionar o Porto até ao fim, quem sabe mesmo ultrapassá-lo, especialmente depois da humilhante derrota no estádio do Porto por 5-0.

As coisas ficaram definitivamente decididas - em termos de Liga - aquando da visita do Benfica ao Sporting de Braga. Com uma expulsão pouco clara (atrevo-me mesmo a dizer duvidosa) de Javier García, o Benfica não teve capacidade mental e física de dar muito mais para poder sair de Braga com 3 pontos bem suados - sejamos sinceros, o estilo do Braga era quase sempre concentrado no contra-ataque, defendendo o mais possível.

Entretanto, na Liga Europa, as coisas não andavam mal de todo. Grandes jogos e especialmente resultados contra o Estugarda, o PSG e o PSV (esqueci-me de mais algum?) ainda iam dando uma certa alegria aos adeptos. Uma ida à final da Liga Europa talvez não fosse bem um sonho mas uma realidade mais perto e mais credível, pelo menos em comparação com uma nova conquista da Liga nacional.

No jogo da 2ª mão da meia-final da Taça de Portugal (ainda tento perceber o porquê de se jogar a 2ª mão mais de 70 dias depois!!! Não, não consigo perceber mesmo...), e ao fim da 1ª parte, no Estádio da Luz, todos os benfiquistas sentiam que a final no estádio do Jamor estava bem perto e de certo que não iria fugir.

3 golos do Porto deitaram tudo por terra e todos os benfiquistas a perguntarem-se "Como é possível sofrer 3 golos daquela forma e perder-se uma meia-final, quando se tinha 2 golos de vantagem??". Muitos benfiquistas culpam a má sorte do Benfica ter ficado sem o Sálvio e o Gaitán num momento crucial da temporada, mas o Benfica tinha outros jogadores disponíveis, como o Fernandez, em vez de colocar o César Peixoto, por exemplo. Talvez tivéssemos melhor assim...

Depois da derrota, dias antes, frente ao mesmo adversário, em casa, e que decidiu de uma vez por todas o novo campeão da Liga, esta derrota custou muito, mas MUITO a engolir. Erros foram cometidos que não deveriam ter acontecido e pagámos o pior preço.

Meias-finais da Liga Europa. A 1ª mão na Catedral da Luz seria extremamente importante e a vitória pela margem mínima de 2-1 não deixava o Benfica descansar (não que pudesse, antes pelo contrário!). A 2ª mão em Braga seria ainda mais crucial e... decisiva.

1 golo bastou para afastar o Sport Lisboa e Benfica de marcar presença numa final europeia (finalmente). Os jogadores simplesmente não acreditaram o suficiente, não quiseram ganhar o jogo sem a menor sombra de dúvida, não quiseram lutar mais pela bola; os adeptos benfiquistas nas bancadas também já pouco apoiavam.

Mais uma derrota, mais uma desilusão, mais uma oportunidade perdida de marcar história no clube. Não foram só os jogadores, os treinadores e equipa técnica e os dirigentes os únicos culpados pela má época do Sport Lisboa e Benfica. Os adeptos também ajudaram. Tal como Luís Filipe Vieria disse numa entrevista exclusiva na Benfica TV à uns dias atrás - e não poderia concordar mais -, durante todo o ano e toda a época os benfiquistas andavam a celebrar a conquista da Liga.

Andaram todos distraídos e nunca se concentraram a 100% em apoiar a equipa fosse o que fosse, nos bons e maus momentos. Ok, houve decisões de arbitragem que prejudicaram o Benfica, aceito isso, mas há que andar para a frente e não criticar por erros cometidos à jogos atrás.

O FC Porto, diga-se de justiça, jogou melhor, foi muito mais consistente não só em relação ao Benfica, mas ao Sporting e ao Braga, por exemplo. Estiveram imparáveis, graças ao seu treinador e alguns dos seus jogadores e por isso talvez mereçam aquilo que conquistaram.

E agora? Como é que o Sport Lisboa e Benfica vai e deve encarar a próxima época? Como, não sei; mas sei que deverão ser muito mais profissionais, levar a competição muito mais a sério e estarem melhor preparados a nível psicológico e físico, porque não podemos cometer os mesmos erros grosseiros que cometemos esta época transacta.

 

 

 

Publicado por Dani Dani às 20:42
Sinto-me: com dores nas costas e cansado
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
30
31
Arquivos
2011
Mais Sobre Mim
Pesquisar
 
Últimos Comentários
Não conhecia este blog... Parabéns e muita força p...
Mais Comentados
blogs SAPO